Mudanças entre as edições de "Modelo de Potts 2D"

De Física Computacional
Ir para: navegação, pesquisa
(Modelo de Potts)
(Modelo de Potts)
Linha 5: Linha 5:
  
 
onde <math>\delta{(s_i,s_j)}</math> é a função delta de Kronecker e <math>J</math> é a constante de interação entre os spins. Dessa maneira, a interação entre dois spins vizinhos contabiliza um valor <math>-J</math> de energia ao sistema apenas se <math>s_i = s_j</math>. A hamiltoniana do sistema é dada pela soma entre todas as interações entre spins vizinhos:
 
onde <math>\delta{(s_i,s_j)}</math> é a função delta de Kronecker e <math>J</math> é a constante de interação entre os spins. Dessa maneira, a interação entre dois spins vizinhos contabiliza um valor <math>-J</math> de energia ao sistema apenas se <math>s_i = s_j</math>. A hamiltoniana do sistema é dada pela soma entre todas as interações entre spins vizinhos:
 +
 
<math>\mathcal{H}  = -J\sum_{\langle i,j \rangle}{\delta{(s_i,s_j)}}</math>
 
<math>\mathcal{H}  = -J\sum_{\langle i,j \rangle}{\delta{(s_i,s_j)}}</math>

Edição das 17h26min de 9 de maio de 2021

Modelo de Potts

O "Modelo de Potts de Q-estados" trata de um sistema de rede com N spins interagentes , onde um spin pode assumir um valor inteiro e positivos . Cada spin do sistema está limitado a interagir com outros spins em sua vizinhança e a energia da interação entre dois spins e é dada pelo potencial

onde é a função delta de Kronecker e é a constante de interação entre os spins. Dessa maneira, a interação entre dois spins vizinhos contabiliza um valor de energia ao sistema apenas se . A hamiltoniana do sistema é dada pela soma entre todas as interações entre spins vizinhos: